25 de jan de 2011

A ÚLTIMA PANGÉIA....

Talvez não pareça, mas todos os continentes se movimentam. Daqui a 250 milhões de anos, os continentes não serão como hoje.

A África simplesmente vai se fundir com a Europa e a Austrália irá caminhar até fazer parte do norte da Ásia. Nada de ficção científica, isso é ciência! Centenas de milhões de anos atrás a Terra não possuía continentes, tudo era um grande bloco sólido que perdurou por muito tempo. Este conjunto chamava-se Pangeia, mas tudo começou a mudar pelo tectonismo. Sem as movimentações das placas tectônicas a separação das terras em continentes não seria possível.

Muitas pessoas se perguntam como é possível espécies de animais encontrados em fósseis no Brasil, também serem encontrados na África, por exemplo. Este fato deve-se ao super continente Pangeia, que permitia livre trânsito de espécies para todos os lugares do bloco.

O fato é que as terras fragmentaram-se e houve formação dos continentes que nós conhecemos hoje. Mas, isso irá mudar. Como diria o provérbio: “o bom filho a casa torna”. A Terra continua sofrendo constantemente com a ação das placas tectônicas e os continentes continuam se movimentando. É claro que a movimentação se dá em cerca de 1 ou 2 centímetros por ano. Numa escala de tempo isso não significa grande coisa, mas se ampliarmos para uma dimensão maior, em 250 milhões de anos os continentes terão se afastado tanto um dos outros que tudo voltará a se chocar, no lado oposto da Terra, formando um único bloco continental, sendo chamado de Última Pangeia.

É óbvio que não se pode prever o futuro, mas essas informações são baseadas em dados geológicos que são atualizados e monitorados diariamente por vários centros de pesquisa espalhados por todo o mundo.

Você está imaginando como seria o choque de um continente com outro? Simples! A cordilheira do Himalaia, onde está localizado o Everest, o ponto mais alto do planeta com 8.848 metros, é resultado do choque da Índia (que na época era solta) com a Ásia. A pressão das placas, uma sobre a outra, foi tão grande que esses gigantescos picos e montanhas foram formados nesta região.
Veja mais aqui...

0 comentários: