20 de jun de 2009

Fotomicrografia do CHANEL Nº5...

Fragrâncias, também conhecidas como perfumes, existem desde o início da civilização. Elas foram utilizadas pela primeira vez em ritos funerários e cerimônias religiosas, especialmente na forma de incenso, que é queimado para produzir um aroma. Com efeito, a moderna palavra, perfume, deriva do latim per fumum, que significa "através da fumaça". Ao longo do tempo, o uso pessoal de perfumes começaram a se tornar popular, especialmente na Grécia, onde os óleos florais foram utilizados pela primeira vez e até mesmo os mortos eram providos de um frasco do seu perfume favorito para acompanhá-los em sua nova morada.Os habitantes de Roma, um império frequentemente associado com a extravagância, também gostavam de perfumes, e o Tesouro Público Romano, garantia que os balneários fossem continuamente abastecidos com fragrâncias. Perfumes eram também frequentemente aplicados nos animais domésticos, como cães e cavalos. Após a queda de Roma, a arte da perfumaria foi essencialmente perdida na Europa, mas durante as Cruzadas na Idade Média o conhecimento da perfumaria, mais uma vez, foi obtido a partir do Oriente.

0 comentários: